20 agosto, 2018

Lemos, Virgílio - Ilha de Moçambique: A língua é o exílio do que sonhas

AMOLP, Maputo, 1999. Ilustrações de Luís Lage e Daniel Louro. In-8.º de 113-II págs. Br. [VIRGĺLIO Diogo DE LEMOS (usou também os heterónimos de Duarte Galvão, Bruno dos Reis e Li Lee Yang)nasceu em Lourenço Marques, a 29 de Novembro de 1929. Fez parte, juntamente com Noémia de Sousa, José Craveirinha, Fonseca Amaral, Rui Knopfli, do grupo que nos finais dos anos 40 estabeleceu as bases da moderna literatura moçambicana. Após dois processos judiciais, exila-se em Paris, onde vive desde então, tendo sido durantre muitos anos jornalista da RF1. Ainda em Moçambique, foi colaborador assíduo na Imprensa local. Foi editor, com Reinaldo Ferreira e Domingos de Azevedo, do caderno de poesia Msaho]. Primeira edição. Exemplar em bom estado.
€ 25,00