02 julho, 2019

O Terror das Beiras

Apontamentos da vida de João Brandão por ele escritos nas prisões do Limoeiro, em 1870, envolvendo a história da Beira desde 1834. Prefácio de Umberto Araújo. Coimbra Editora Lda., Antiga Livraria França & Amado, Coimbra, 1924. In-8.º de 381 págs. Br. [Nestas memórias o autor apresenta a sua versão dos factos. A obra contém transcrição de correspondência de João Brandão, dos depoimentos de testemunhas e uma relação das violências e assassínios ocorridos na província da Beira desde 1834. Fonte para a história da implantação do regime Liberal em Portugal. João Vítor da Silva Brandão (Midões, Tábua 1825 – Bié, Angola 1880) guerrilheiro que lutou pela causa para combater os absolutistas depois do fim oficial da Guerra Civil em 1834. Depois de ter feito reinar um regime de terror na região das Beiras e de ter influenciado os resultados de várias eleições de deputados ao serviço de vários partidos, acabou por ser abandonado pelos seus protectores, a partir do momento em que o regime liberal se estabilizou. Foi preso em 1869 e condenado a degredo em Angola em 1870, onde faleceu em 1880]. Primeira edição. Exemplar em bom estado.
€ 65,00